Caligrafia, 10 minutos para melhorar sua letra

Que tipo de letra é a sua? Feia demais, garranchuda, pior que letra de médico… Bem, não precisa exagerar, não é mesmo? Não importa quão feia seja sua escrita, ele pode melhorar. Com um simples exercício de caligrafia pode acontecer uma mudança considerável.

Já sentiu-se mal ou envergonhado com sua letra? Já aconteceu de escrever algo que nem você mesmo entendeu depois?

letra feia

Momentos vergonhosos para quem tem letra feia podem ocorrer com coisas banais. Como quando você “estraga” o livro de visitas do casamento de sua irmã com sua letra que parece destacar-se negativamente no meio de tantas assinatura bonitas. Pode ser em coisas mais sérias ou formais, como sair prejudicado na redação de concursos ou, ainda, no trabalho, nos estudos.

Se você soubesse que existe solução e o quanto ela é simples… Escrever bonito é uma habilidade que pode ser adquirida com treinamento adequado.

Caligrafia é como andar de bicicleta

Ter uma letra bonita não é complicado, mas exige dedicação e uma vez que você melhora sua letra, ela nunca mais será como antes. Se ficar por muito tempo sem escrever ela pode até não ficar muito boa, mas basta alguns instantes de treino para melhorar. De fato, é como andar de bicicleta, só que mais fácil, desde que você utilize a técnica certa.

Caligrafia é técnica e arte

Escrever bonito, assim como desenhar, não é um dom especial. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, ninguém nasce sabendo desenhar, assim como ninguém vem ao mundo com uma aptidão para ser calígrafo. Tudo depende de oportunidade, interesse e treino.

Embora arte e técnica sejam palavras historicamente interligadas, tendo o mesmo significado, atualmente se faz distinção entre uma e outra. Ao menos no meu entender, arte assume um caráter mais subjetivo, de forma que o artista tem certo grau de liberdade para dar forma às ideais que lhe vêm à mente, ou seja, para criar. Já a técnica refere-se a métodos de ação predefinidos para se chegar a um resultado objetivo e preciso.

A caligrafia pode ser abordada tanto pela veia artística quanto técnica obtendo-se resultados fantásticos. O difícil é separar o que é técnica e o que é arte.

Deixando de lado o que pode levar a um debate pouco produtivo vamos responder à questão que já deve estar começando a martelar:

Como tornar-se habilidoso com a escrita?

Vamos experimentar algo prático com um pequeno e simples exercício que ira melhorar significativamente sua letra e fará você sentir o poder do método.

Utilizando lápis ou caneta – a seu critério – escreva seu nome completo ou frase da qual goste em uma folha de papel.

Clique aqui para baixar a folha de exercício e depois imprima-a. Você também pode usar uma folha pautada qualquer. A vantagem da folha que disponibilizo é que ela tem algumas marcações que irão ajudá-lo com esse exercício específico.

Segure o lápis com firmeza, o que não significa forçá-lo contra o papel, nem apertá-lo com as pontas dos dedos, mas apenas sentir que ele não irá cair de sua mão. Procure sentar-se reto na cadeira tendo a sua frente a folha em diagonal sobre a mesa.

exercício

Faça o exercício da seguinte forma: de baixo para cima conforme indica a seta na figura acima, preencha toda a folha com linhas inclinadas e paralelas umas às outras, sem pressa nem aperreio. Procure fazer o melhor possível, mas não se preocupe se as primeiras linhas não ficarem retinhas. Ah, também não vale usar régua! O exercício não produzirá efeito algum se for feito desse modo.

Ao completar toda a página faça uma pequena pausa para relaxar o braço. Após sentir o braço descansado escreva o mesmo texto anterior, seu nome ou a frase, e compare.

Observando o resultado

Percebeu alguma mudança? Saiba que pode melhorar significativamente.

Nada aconteceu ou piorou? Não desanime. O objetivo desse exercício é trabalhar a firmeza da mão, talvez você precise trabalhar o formato das letras, o que também é possível. Postura, firmeza no traço, destreza são alguns aspectos que também precisam de atenção. O que temos aqui é apenas um pequeno exercício e não toda a técnica.

Talvez você esteja ansioso, cansado ou mesmo tenha passado muito tempo sem escrever nada. Descanse e tente novamente quantas vezes forem necessárias, de repente você terá uma surpresa.

A caligrafia como fonte de renda

Se você pensa em desenvolver sua caligrafia para uso profissional, dependendo de como você se empenhar, pode ser uma ótima fonte de renda. Conheço pessoas que vivem da caligrafia, criando trabalhos artísticos, escrevendo documentos, convites e envelopes luxuosos. Existe um diferencial entre convites impressos em uma impressora doméstica ou de escritório ou mesmo em gráficas e convites caligrafados por um artista habilidoso.

Ir adiante com a caligrafia

Caso tenha interesse em treinar caligrafia, seja por motivos pessoais ou profissionais, sugiro o curso do professor Ivo Nissola.

curso de caligrafia do professor Ivo Nissola

No curso você terá a oportunidade de, em apenas 30 dias, no conforto de seu lar, chegar a resultados que certamente vão impressionar seus amigos e familiares. Já pensou deixar de ser conhecido/a como a pessoa da letra horrorosa para ser admirado/a e elogiado por todos?

Outra possibilidade seria, como já foi dito, aprimorar sua escrita para confeccionar convites, cartões, diplomas e uma infinidade de trabalhos artísticos e profissionais.

Clique aqui para conhecer um pouco mais.

Se fez o exercício, será um favor se puder dizer se funcionou com você, se houve ou não alguma melhora na sua escrita, mesmo a mais sensível, se sentiu alguma dificuldade, enfim, o que achou do exercício. Conhecer sua dificuldade e opinião ajudará a aprimorar o exercício com sugestões mais direcionadas à sua necessidade bem como melhor especificação das instruções aqui apresentadas.

Grato!

One thought on “Caligrafia, 10 minutos para melhorar sua letra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *